Brazi JN Rapidão
Despedida de Assis

''Assis Carvalho nasceu na roça e morreu na roça'', diz Nelson Júnior presidente do PT em Oeiras

O corpo do deputado federal será sepultado no sítio da família em Oeiras, a pedido do próprio Assis Carvalho.

06/07/2020 08h10Atualizado há 4 semanas
Por: Lameck Valentim
Fonte: Portal O Dia
Nelson Júnior, presidente do PT em Oeiras
Nelson Júnior, presidente do PT em Oeiras

O corpo do deputado federal, que também era presidente do Partido dos Trabalhadores no Piauí, foi velado na noite deste domingo em uma cerimônia restrita a amigos e familiares e, nesta manhã, será levado para uma funerária, onde poderá receber as últimas homenagens do povo de Oeiras e de seus correligionários.

Um dos que prestaram homenagem ao deputado federal Assis Carvalho foi o presidente do diretório municipal do PT em Oeiras, Nelson Júnior. Júnior conhecia Assis Carvalho desde a infância e foi uma das últimas pessoas a terem contato com o parlamentar antes de sua morte. Assis Carvalho deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento de Oeiras por volta das 14 horas.

Por volta do meio dia, Nelson Júnior esteve com ele e diz que a conversa parecia, na verdade, uma despedida.

Eu fui por volta das 11h30 na casa dele e foi muito rápida a visita, conversamos por cinco minutos. Ele estava muito feliz, muito alegre, falando dos projetos. Parecia até uma despedida. Então eu vim pra casa e por volta das 14 horas, ligaram dizendo que ele tinha dado entrada na UPA. Então me desloquei para lá e ao chegar, me deparei com ele sendo assistido pelos profissionais. Mas infelizmente, não conseguiram salvá-lo. Fizeram tudo que puderam fazer, mas não conseguiram salva-lo”, relata Nelson Júnior.

Após o velório restrito na noite de ontem (05) e as homenagens a serem recebidas na funerária, Assis Carvalho será sepultado no sítio que possui em Oeiras, onde passou os últimos dias com a família. O local, segundo Nelson Júnior, foi escolhido por ele mesmo e os filhos atenderão ao seu pedido. “Assis Carvalho nasceu na roça e morreu na roça. Lá era a vida dele, aquela roça passou a ser o porto seguro dele, onde ele se encontrava consigo mesmo”, finaliza Nelson Júnior.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias