Brazi JN Rapidão
Apoio

No Piauí, presidente da CNBB manifesta apoio a bispo criticado por Mão Santa

Ao discursar durante convenção partidária no último final de semana, o chefe do executivo parnaibano fez duros ataques a Dom Juarez.

08/09/2020 15h03
Por: Lameck Valentim
Fonte: Cidade Verde

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, cumpriu agenda em Parnaíba na manhã desta terça-feira (08), em meio à polêmica envolvendo o prefeito Mão Santa (DEM) e o bispo Dom Juarez Sousa da Silva, que dirige a Diocese do município. 

Ao discursar durante convenção partidária no último final de semana, o chefe do executivo parnaibano fez duros ataques a Dom Juarez.

Durante a solenidade dos 75 anos da Diocese de Parnaíba, realizada hoje (08) na Catedral de Nossa Senhora Mãe da Divina Graça, o presidente da CBNN, sem fazer referência direta ao episódio, manifestou apoio ao trabalho realizado pelo chefe da Igreja Católica no litoral. 

“Venho com sentimento de comunhão e solidariedade fraterna com o seu coração [Dom Juarez], com o coração dessa igreja e com o coração de todo o povo sofrido. Os números nos desafiam profundamente. Precisamos, com a lição da solidariedade, traçar um novo caminho, superando polarizações, fundamentalismos, superando tudo aquilo que não nos permite”, afirmou Dom Walmor Oliveira.

Quem também saiu em defesa do Bispo da Diocese de Parnaíba durante o evento foi o Arcebispo Metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Britto. Em clara referência às declarações de Mão Santa, o arcebispo disse que a Igreja não pode aceitar esse tipo de situação. 

“Faço um ato de solidariedade irrestrita a sua pessoa e um gesto de reparação pelas palavras insultuosas, inadequadas que o senhor recebeu nesses dias. Está gravada pelas redes sociais, circulando por todo o canto. Não queremos responder a quem o fez, mas quero dizer que, de fato, nós não aceitamos, não podemos acolher e muito menos aprovar ou suportar calados aquilo que vimos e ouvimos”, disse Dom Jacinto Britto durante a solenidade. 

A solenidade contou com a presença do governador Wellington Dias (PT) e outras autoridades locais. O prefeito de Parnaíba, Mão Santa (DEM) não compareceu ao evento. 

Diocese 

Criada em 1944 e solenemente instalada em 1945, a Diocese de Parnaíba, completa 75 anos de criação, instalação e missão no Norte do Piauí. As festividades começaram no último dia 29 de agosto e serão encerradas nesta terça-feira (08).  

Durante a solenidade desta terça-feira (08), o presidente da CNBB destacou o trabalho realizado pela Diocese na região. 

"Padres, ministros, evangelizadores e o povo de Deus anunciando o reino, e a partir do anúncio do reino fazendo com que a vida seja mais vivida, bem vivida, preservada, e respeitada. Que Deus abençoe essa história, à ela nossa grande reverência. Que a mãe da Divina Graça nos abençoe e nos inspire nesse discipulado nosso seguindo os passos de Cristo", disse.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo também afirmou que, por sua capilaridade, a Igreja Católica cumpre um papel fundamental durante o período da pandemia da Covid-19. 

“Estamos empenhados pela gravidade do momento, sobretudo pelas feridas ainda mais expostas pela pandemia da Covid-19. Estamos trabalhando à luz do evangelho, na capilaridade, na bonita da presença da igreja na vida das pessoas, exatamente para ajudar, enquanto caminhamos para o reino”, afirmou durante a solenidade desta terça-feira. 

Outro lado

Mão Santa alega que sua declaração foi mal interpretada e que não participou da solenidade com o presidente da CNBB porque já tinha agendado previamente visitas a obras.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias