Brazitaly
Samuel Valentim
Manifestação

Manifestação contra o feminicídio toma as ruas de Oeiras

A manifestação teve inicio em frente a Delegacia Regional de Oeiras, depois os manifestantes se concentraram em outros pontos da cidade.

24/11/2020 22h25
Por: Lameck Valentim

Um ato contra o feminicídio organizado pelo Coletivo Esperança Garcia foi realizado na tarde desta terça-feria,24, em Oeiras.

O manifesto ocorreu após o assassinato de Francisca Ferreira dos Santos no último sábado,21, praticado pelo seu companheiro F. C. P. N.

Com faixas e cartazes e usando palavras de ordem, os manifestantes, em sua maioria mulheres foram às ruas da cidade em protesto contra a prática do feminicídio.

A manifestação teve inicio em frente a Delegacia Regional de Oeiras, depois os manifestantes se concentraram em outros pontos, como em frente ao Fórum local, sede da Prefeitura de Oeiras e finalizando em frente a igreja de Nossa Senhora do Rosário.

Segundo o coletivo Esperança Garcia, a violência contra a mulher é um problema social e de saúde pública que atinge todas as etnias, religiões, escolaridade e classes sociais. É uma violação de direitos humanos e liberdades fundamentais.

Foram três facadas que silenciaram mais uma mulher no município do Oeiras, que já está há alguns meses sem delegado efetivo, urbe onde ainda falta a efetividade de políticas públicas. A morte de mais esta mulher, de maneira covarde e ardilosa, reforça ainda mais a legitimidade da nossa luta”, reclama a organização do movimento.

Fotos: Fernanda Meneses e Coletivo Esperança Garcia

 VEJA MATÉRIAS RELACIONADAS:

FEMINICÍDIO: Polícia prende homem que matou companheira a facadas em Oeiras

Coletivo Esperança Garcia emite nota de repúdio contra feminicídio ocorrido em Oeiras

Acusado de matar mulher em Oeiras, confessa crime e diz que jogou o punhal no açude do Canela

Oeiras está há quatro meses sem delegado titular

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias