Brazitaly
Mais uma vacina

Vacina em dose única da Johnson é aprovada pela Anvisa

O Ministério da Saúde comprou 38 milhões de doses com entregas no 3º e no 4º semestre

VIVER BEM - SAÚDE É O QUE INTERESSA!

VIVER BEM - SAÚDE É O QUE INTERESSA!Importantes dicas de saúde para você viver bem!

31/03/2021 17h17
Por: Lameck Valentim
Fonte: UOL

O uso emergencial da vacina da Janssen contra a covid-19 no Brasil foi aprovado, nesta quarta-feira (31) pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em votação que analisou o parecer técnico feito pela agência, a maioria dos diretores seguiu o voto da relatora e diretora Meiruse Sousa.

O imunizante, fabricado pela americana a fabricada pela Johnson & Johnson, é o quinto aprovado pela Anvisa contra a doença provocada pelo novo coronavírus.

O terceiro voto, e decisivo, foi dado pelo diretor da Anvisa Alex Campos. "Os milhares de mortos anunciados a cada dia no Brasil, quase duas mortes por minuto, evidenciam um ambiente de terror. É o que apavora a população brasileira. Cada não e cada sim desta agência é sempre um sopro de esperança quando uma vacina é oferecida à população brasileira. Considerando que as vacinas são a forma mais eficaz de prevenir doenças, eu acompanho a relatora", disse Campos, ao emitir seu posicionamento.

Os votos destacaram os "ótimos resultados" do imunizante em testes com pacientes acima de 18 anos e as autorizações já obtidas pela empresa em outros países. Também foi ressaltado "os benefícios conhecidos e potenciais da vacina, superam os riscos, atendendo os critérios para uso emergencial".

Relatora do pedido, Meiruse Sousa avaliou que "os benefícios conhecidos e potenciais da vacina, superam os riscos, atendendo os critérios para uso emergencial".

Meiruse Sousa informou que o seu voto considerou os resultados preliminares enviados pela empresa, outras autorizações já concedidas mundialmente, bem como as avaliações da equipe técnica, do programa de monitoramento e as obrigações da empresa de apresentar estudos estabelecidos no termo de compromisso.

Ela também citou o fato de a vacina apresentar eficácia com apenas uma dose. A diretora, porém, chamou atenção para a recomendação já emitida pela Anvisa de não administrar doses de diferentes fabricantes em um mesmo paciente.

TÉCNICOS RECOMENDAM USO EMERGENCIAL

As áreas técnicas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendaram a aprovação do uso emergencial da vacina da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson. O relatório está em votação, neste momento, pela diretoria da agência.

De acordo com os relatórios, o imunizante apresentou eficácia global de 66,9% em adultos com idade igual ou acima de 18 anos, mas a agência alertou que ainda há incerteza sobre a eficácia da vacina contra novas variantes do coronavírus.

De acordo com o parecer, a vacina mostrou respostas neutralizantes e imunes celulares satisfatórias. Foram três fases de estudos que suportaram a discussão de aprovação. A avaliação da fase três foi responsável por mostrar a eficácia em pacientes acima de 18 anos, que tiveram um aumento de imunidade.

"Precisamos de vacina que gera anticorpo que seja neutralizante e funcional e nesse caso observamos que temos dados de imunogenicidade importantes e significativos", disse o gerente geral de Medicamentos, Gustavo Mendes.

O governo brasileiro firmou um acordo com a Janssen para entrega de 38 milhões de doses até o último trimestre de 2021. O custo desta aquisição foi de aproximadamente US$ 10 a dose.

Diferentemente das vacinas da CoronaVac, Pfizer e Oxford/AstraZeneca a vacina da Janssen precisa apenas de uma dose para garantir a imunização contra a covid-19.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias